Itepa Faculdades promove encontro com Supervisores de Estágio Pastoral

Geral  06 de maio


A Itepa Faculdades, responsável pela formação teológica dos seminaristas da Diocese, promoveu no dia 06 de maio de 2019 uma manhã de estudos com os supervisores de estágio, alunos, professores, formadores e coordenadores de pastoral das dioceses com seminaristas no Instituto. O encontro teve por objetivo traçar metas comuns que qualifiquem a formação dos acadêmicos, de modo particular, no trabalho de Estágio Pastoral.

O encontro contou com o painel intitulado A Dimensão Missionária da Ação Evangelizadora, tendo como painelistas os coordenadores de pastoral Pe. Maicon Malacarne, da Diocese de Erexim, Pe. Rene Antonio Zanandréa, da Diocese de Vacaria, Pe. Marlo Tessaro, da Diocese de Chapecó, e Pe. Ivanir Antonio Rampon, da Arquidiocese de Passo Fundo. Cada um dos painelistas explanou sobre um dos diversos aspectos da missão: a missão e a juventude; a missão e o atendimento paroquial; a missão e o contexto urbano; e a missão nas periferias.

Os supervisores de estágio também tiveram oportunidade de reunirem-se para definirem ações comuns que visem qualificar o Estágio Pastoral dos acadêmicos.

Atualmente, há dois seminaristas da Diocese de Vacaria, na etapa da configuração, acadêmicos do curso de Bacharelado em Teologia da Itepa Faculdades: Edimar Scopel, que realiza sua atividade pastoral na Paróquia São Paulo Apóstolo, Lagoa Vermelha, supervisionado pelo Pe. Luiz Primachik; e Marlon de Aguiar, que realiza sua atividade pastoral na Paróquia Cristo Rei, São João da Urtiga, supervisionado pelo Pe. João Carlos Zanella. Os seminaristas da etapa da Filosofia (discipulado) também realizam atividades pastorais em paróquias da Diocese: Daniel Cechinato Pagno, Eduardo Santiesteban e Maurício Zanotto no Santuário Nossa Senhora Consoladora, Ibiaçá; e Renan Paloschi Zanandréa, na Paróquia Imaculada Conceição, Caseiros.

A formação sacerdotal visa preparar os seminaristas para serem pastores à imagem de Cristo. Para que isso se concretize, é necessário uma formação de caráter especificamente pastoral. Para que se tornem bons Pastores do Povo de Deus, a formação que recebem deve torná-los peritos na arte do discernimento pastoral, com um profundo entendimento das situações reais do quotidiano e capacidade de realizar suas escolhas e decisões com bom juízo.

A Itepa Faculdades prima pelo diálogo entre a academia e a realidade, de modo que o fazer teológico está intrinsecamente ligado com a prática pastoral, tendo por base o contexto socioeclesial da região de sua abrangência. Desde a sua criação, construiu a Metodologia Histórico-Evangelizadora (MHE) que se realiza mediante a sistematização da atuação pastoral dos agentes e da relação deles com a comunidade e com o contexto, visando a qualificação da prática evangelizadora. Em razão desta metodologia, os acadêmicos realizam atividades de Estágio Pastoral Supervisionado nos 8 semestres do curso.

 

Texto e fotos: Pascom

Fontes consultadas: O Dom da vocação presbiteral: Ratio Fundamentalis Institutionis Sacerdotalis e
Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Teologia da Itepa Faculdades

IMAGENS

FACEBOOK

Outras notícias