Seminaristas da Diocese participam do 3º Congresso Missionário Nacional

Geral  14 de julho

Entre os dias 10 e 14 de julho de 2019 a cidade de Santo Antônio da Patrulha, Diocese de Osório, sediou o 3º Congresso Missionário Nacional de Seminaristas, que contou com a participação de cerca de 300 pessoas, sendo 235 seminaristas diocesanos e religiosos de 104 dioceses e prelazias dos 18 regionais do Brasil. A Diocese de Vacaria esteve representada pelos seminaristas Daniel Cechinato Pagno, Edimar Scopel, Maurício Zanotto, Pedro Paulo Cara e Renan Paloschi Zanandréa. Também se fizeram presentes o bispo diocesano, Dom Silvio Guterres Dutra, e o coordenador do Comidi, Pe. Felipe Carra.







 
Promovido pela coordenação dos Conselhos Missionários de Seminaristas (COMISEs) e pelas Pontifícias Obras Missionárias (POM) em parceria com outros organismos eclesiais, o 3º Congresso Missionário Nacional de Seminaristas teve por objetivo animar e aprimorar a formação missionária dos futuros presbíteros no Brasil, de maneira que a missão seja realmente eixo central da formação e os ajude a adquirir um autêntico espírito missionário. O Congresso fez parte da programação oficial da igreja do Brasil em preparação ao Mês Missionário Extraordinário proclamado pelo Papa Francisco. Assim sendo, o Congresso trouxe o mesmo tema do Mês Missionário Extraordinário: “Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo”, e como lema “Sereis minhas testemunhas até os confins da terra” (At 1,8).

Padre Antônio Niemiec, Secretário da Pontifícia União Missionária, destaca que o Mês Missionário Extraordinário possui o claro objetivo de “despertar em medida maior a consciência da missio ad gentes e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral”. Este objetivo busca despertar nos cristãos católicos a responsabilidade pela missão no mundo e ajudar na transformação missionária da vida. Dessa forma o apelo do Mês Missionário toca profundamente na vida de todo o cristão. A Igreja do Brasil abraçou este projeto do Mês e o estendeu para todo o ano. Assim, as dioceses, comunidades e paróquias já estão vivenciando este processo de preparação, através de diversas iniciativas, entre elas o 3º Congresso Missionário Nacional de Seminaristas.

O 3º Congresso contou com ampla programação, visando aprofundar a reflexão sobre a missão, em especial a missão ad gentes, proporcionando espaços para a reflexão, vivências, troca de experiências e celebrações, tendo como objetivo sensibilizar os participantes para uma caminhada sinodal e de comunhão.

Duas conferências foram realizadas, tratando sobre a Iniciação à vida cristã e missão, com Dom José Antônio Peruzzo, e a Igreja de Cristo em missão no mundo, com Dom Leomar Antônio Brustolin. Além delas, a programação trouxe os painéis Missão ad gentes, com o Pe. Moussa Serge Traore, e Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral, com Ir. Maria Irene Lopes dos Santos e Mons. Raimundo Possidônio da Mata.

Além das conferências e painéis, os participantes ouviram diversos testemunhos de experiências missionárias e tiveram a oportunidade de participar de diversos fóruns e oficinas.

A realização do 3º Congresso contou com a participação efetiva da comunidade local que, além de auxiliar na preparação das refeições, acolheu os conferencistas em suas casas. Diversos foram os momentos de convivência entre participantes do Congresso e as famílias e comunidades, de modo especial com a noite cultural e a realização de visitas missionárias.

Dom Jaime Pedro Kohl, bispo de Osório, considera que o 3º Congresso Missionário Nacional de Seminaristas é sinal de que teremos um clero mais missionário. Isso dá esperança para a Igreja do Brasil que é chamada a abrir o coração, pois ela que tanto recebeu, toma consciência que agora tem que dar também. A preocupação não se dá apenas com a missão ad gentes. O espírito missionário deve ferver e vibrar internamente, na própria Diocese, e, a partir disso, nascerão os convidados a deixarem a sua terra e irem para longe, para anunciarem a Boa Nova de Jesus.

25 anos de presença missionária em Moçambique
Santo Antônio da Patrulha também sediou, de 12 a 14 de julho de 2019, a formação missionária estadual e, no dia 13 de julho de 2019, a comemoração dos 25 anos de presença missionária do Regional Sul 3 da CNBB na Arquidiocese de Nampula, Moçambique, através do Projeto Igrejas Solidárias. A comemoração inseriu-se dentro da programação do congresso e contou com Celebração Eucarística em ação de graças, presidida pelo arcebispo de Nampula, Dom Inácio Saure, e realização do Show Missionário com atrações locais e a apresentação do Grupo Ir ao Povo.

Segundo Dom Inácio Saure, Arcebispo de Nampula, “celebrar os 25 anos é um momento de dar graças a Deus pela feliz iniciativa das duas igrejas Irmãs. Uma presença que, para nós, é também exemplo que nos encoraja a nos lançarmos verdadeiramente como discípulos missionários de Cristo”.

COMISEs
Os Conselhos Missionários de Seminaristas tem por objetivo “proporcionar aos futuros presbíteros e candidatos à Vida Religiosa Consagrada uma sólida espiritualidade e formação missionária capaz de enfrentar os desafios da missão: na pastoral, nova evangelização e na missão ad gentes e além-fronteiras”.

O seminarista da Arquidiocese de Brasília Lucas Tadeu da Silva, coordenador do Comise Nacional, destaca que o COMISE possui importância fundamental na formação presbiteral, pois a missão é da essência e parte fundamental da Igreja. A missão, segundo ele, não consiste apenas em fazer atividades missionárias, embora sejam de extrema importância, mas, principalmente, ter um espírito de saída, de abertura às pessoas que mais necessitam. A Ratio Fundamentalis Institutionis Sacerdotalis e as Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil ressaltam que a formação presbiteral deve ter como eixo a missão. Dessa forma, os Comises surgem como meio para suscitar nos seminaristas o espírito missionário da Igreja, que consiste em ser enviado. Nessa dinâmica, o Congresso vem para dar mais força para os Comises já existentes e levá-lo para os seminários que ainda não o tem.

Atualmente todos os seminaristas da Diocese de Vacaria da etapa do discipulado (filosofia) e configuração (teologia) participam do COMISE da Província Eclesiástica de Passo Fundo, juntamente com os seminaristas da Diocese de Erexim e da Arquidiocese de Passo Fundo. Seus encontros mensais são marcados pela oração, pela partilha e pelo estudo da missão.

Carta-compromisso
Ao término do Congresso foi realizada a leitura e aprovação da carta-compromisso, escrita desde as discussões e encaminhamentos realizados durante os cinco dias do evento, expressando o “desejo de juntos, animados e guiados pelo Espírito de Deus, construirmos no coração dos Seminários, Casas de Formação, Institutos, Universidades e Paróquias, uma mentalidade viva e ardente, direcionada a uma Igreja em permanente missão, com o rosto misericordioso do Pai, marca insubstituível da Igreja Missionária”. A carta-compromisso pode ser lida na íntegra aqui.

Texto: Pascom - Diocese de Vacaria
Fotos: Pascom - Diocese de Vacaria | Divulgação POM

IMAGENS

FACEBOOK

Outras notícias